THE BODY SHOP AJUDA A COMBATER A CRISE DO PLÁSTICO
11 Junho 2019
Ver todas as notícias
THE BODY SHOP AJUDA A COMBATER A CRISE DO PLÁSTICO
A partir de junho, os icónicos champôs de Karité da The Body Shop, um dos best-sellers da marca, vão chegar ao mercado em embalagens de plástico reciclado. Esta é apenas uma das medidas mais visíveis que a marca tem vindo a implementar com o objetivo de ajudar a combater a crise de plástico que afeta o nosso planeta e que faz parte do projeto de comércio de plástico reciclado com comunidades, com um impacto positivo significativo no planeta e na vida das pessoas. A sensibilização para o problema e a educação para encontrar soluções, são a aposta da marca, que reforça o seu compromisso ecológico e social. 

Em parceria com a Plastics for Change, a The Body Shop começou a usar plástico reciclado do Comércio com Comunidades nas suas garrafas de 250 ml de champôs e condicionadores. No futuro, as garrafas serão feitas com 100% de plástico reciclado (excluindo as tampas das garrafas). 

A campanha Plástico com Consciência é a iniciativa da marca que destaca o lado humano menos conhecido da crise do plástico e que é materializada através do primeiro Comércio com Comunidades de Plástico Reciclado, em Bangalore, na Índia. Com este projeto, a marca pretende combater mais do que a poluição provocada pelo plástico — quer fomentar uma mudança social e ajudar a empoderar as pessoas ao mesmo tempo, com especial destaque para as mulheres. Para marcar este lançamento e dar maior visibilidade ao tema, a empresa revelou uma obra de arte gigante, do artista norte-americano Michael Murphy, representando uma recolhedora de lixo indiana, feita com plástico reciclado proveniente de recolhedores de lixo de Bangalore. 

O caminho deverá passar por uma abordagem responsável para ajudar a limpar e a proteger o nosso planeta através da recolha de plástico usado, que deverá ser reutilizado.  É por isso urgente mudar a perceção relativamente ao plástico, que se usado de forma responsável pode ser um material sustentável. 


Topo

Comentários (0)

Faça login para efectuar um comentário

Não possui comentários. Envie o Seu !